Notícias

IBEC realiza 4ª edição do International Meeting

13 de julho de 2017

img01
O presidente do IBEC, Paulo Dias, discursando durante a mesa de abertura

O IBEC – Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos realizou, no último dia 03, o International Meeting, um encontro de profissionais de todo o país e do exterior para discutir o cenário mundial da Engenharia de Custos e do Gerenciamento de Projetos. Em sua quarta edição, o International Meeting foi realizado no auditório do CREA-DF e coordenado pelo técnico de Controle Externo do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará (TCM) e diretor regional do IBEC Ceará, Eng. Márcio Soares da Rocha.

A mesa de abertura do encontro foi composta por Márcio, pelo presidente do IBEC e diretor do ICEC para as Américas, Paulo Roberto Vilela Dias, MSc-UFF e CRK-IBEC/ICEC, pelo vice-presidente internacional do IBEC, José Chacon de Assis, e pelo presidente do CREA-DF, Flávio Correa de Sousa. Em seguida, o ciclo de debates foi aberto por Márcio da Rocha com a palestra “A Auditoria de Engenharia: Conceitos e Panorama Atual”.

Em sua apresentação o engenheiro discorreu sobre a definição da Auditoria de Engenharia, seu campo de atuação e seus objetivos principais, além de expor o rol das irregularidades mais incidentes nas obras públicas no Brasil e as perspectivas dessa atividade para os próximos anos, com base nas tendências atuais.

O evento também contou com palestras dos engenheiros André Mendes, do Tribunal de Contas da União (TCU), Sérgio Rodovalho, da Caixa Econômica Federal, André Kuhn, do Ministério Público Federal (MPF), e de Mário César Lopes Júnior, da Polícia Federal. Este último apresentou um estudo sobre análises de custos de obras públicas, enquanto o primeiro discorreu sobre o orçamento de obras sigiloso nas licitações públicas. Rodovalho fez uma apresentação sobre o novo sistema referencial de custos de obras do Branco, o Sinap, e André Kuhn palestrou sobre medições e pagamentos de parcelas de obras públicas.

Cada apresentação trouxe informações e reflexões relevantes sobre as análises das despesas com obras públicas no Brasil, que se constituem, segundo Márcio, “num grande sorvedouro de recursos públicos, e que, na maioria dos entes públicos (União, Estados e Municípios) só fica atrás, em termos de magnitude, dos gastos com pessoal”.

Após as palestras, foi aberta a palavra aos participantes presentes que puderam levantar questionamentos e contribuições sobre o tema do evento.

img02
O coordenador do International Meeting, Márcio Soares da Rocha (TCM-CE) com os demais palestrantes